Desenho de homem olhando para o mundo
Sustentabilidade

5 fatores que comprovam que sua empresa precisa investir em sustentabilidade

A crescente preocupação com consumo excessivo de recursos, degradação ambiental e desigualdade social tem chamado a atenção para um movimento de transição direcionado a uma sociedade e economia mais sustentável. Com isso, as empresas se veem na necessidade de investir em sustentabilidade.

Na eminência de questionamentos pautados em impactos socioambientais relacionados a tais preocupações, as empresas estão no centro de debates sobre reestruturação dos sistemas produtivos. Assim, as entidades corporativas são envolvidas na busca por mudanças, as quais incluem construção de sistemas produtivos mais eficientes e prioritariamente ligados à sustentabilidade e, como não podia deixar de ser, as inovações tecnológicas com potencial sustentável.

A partir do século XX a inovação passou a ser fator determinante à competitividade empresarial. No entanto, atualmente não basta ser inovador, é necessário ter no DNA a inovação orientada a sustentabilidade, assim como já discorrido no nosso artigo “A inovação deve estar no DNA das empresas”.

A inovação orientada para a sustentabilidade tem o potencial de abranger questões ambientais, sociais e econômicas, que agregam valor positivo para o capital global da empresa. Sendo que este capital global envolve o capital ambiental, o capital social e o capital econômico. Desta forma, como diferencial competitivo as empresas têm buscado pela inovação aliada à sustentabilidade.

No entanto, a inovação aliada à sustentabilidade será abordada com maiores detalhes noutro artigo. Neste, focaremos sobre investir em sustentabilidade empresarial.

Nas empresas, as ações alinhadas aos princípios da sustentabilidade, passam a assumir um papel estratégico e determinante nos projetos de investimento, tornando as variáveis socioambientais relevantes para seu desempenho.

Sendo assim, listamos 5 fatores que comprovam que sua empresa precisa investir em sustentabilidade:

1 – Retorno sobre Investimento (ROI)

O retorno sobre investimento, que mensura o retorno sobre o capital investido em sustentabilidade, já é aplicado em corporações com sucesso. Algumas empresas com iniciativas de cunho ambiental já demonstram potencial de custo evitado, além de gerar receitas.

De maneira ampla, alguns indicadores que podem ser utilizados para calcular retorno financeiro de projetos aliados à sustentabilidade são:

  • Payback: o qual mede o tempo (anos) entre o investimento inicial e o momento no qual o lucro líquido acumulado se iguala ao valor desse investimento;
  • Taxa Interna de Retorno (TIR): a qual mede a taxa para a qual o VPL será 0;
  • Return on Investment (ROI): o qual mede o retorno para cada real investido.

Não há fórmula pronta e cada empresa procura escolher a melhor forma de análise para seu projeto.

2 – Vantagem competitiva de investir em sustentabilidade

Apesar do aumento significativo no número de empresas integrando sustentabilidade nos seus negócios, poucas conseguem efetivamente fazê-lo de uma maneira lucrativa. Geralmente, a lucratividade relacionada à sustentabilidade não sucede porque as ações sustentáveis não estão ligadas a principal atividade do negócio.

Para tanto, para que se possa contabilizar lucros e ter vantagem competitiva é importante promover uma derivação de seu negócio que seja focada na sustentabilidade, caso este ainda não seja. Em outras palavras, para que ocorra vantagem competitiva e lucrativa, o negócio precisa ter planejamento próprio e não apenas ações sustentáveis isoladas.

Um exemplo clássico de negócio lucrativo orientado à sustentabilidade é o da empresa Natura, que além de possuir iniciativas de sustentabilidade, tem a flora brasileira como fonte de pesquisa e desenvolvimento de novos produtos.

3 – Engajamento de colaboradores

pessoas unidas com as mãos em cima da outra

Não é de hoje que as empresas que possuem uma política de sustentabilidade estruturada têm investimento dedicado ao pilar social. E, quando a comunicação a este investimento ocorre de forma clara, logo se percebe maior engajamento de colaboradores com as diretrizes da empresa.

A conexão entre a sustentabilidade e o engajamento de seus colaboradores tem como um dos resultados a potencialização dos efeitos das ações sociais aplicadas na comunidade, pois é notório que as ações são muito mais efetivas quando as pessoas estão engajadas.

Mas, sobretudo, a empresa que investe em sustentabilidade possui colaboradores mais engajados. Isso leva ao aumento de índices de atração e retenção de talentos, bem como, da produtividade e da força de trabalho. O capital humano é a força que move as empresas.

4 – Incremento da imagem positiva perante os stakeholders

Grande parte da decisão de compra se baseia no Zero Momento of True – ZMOT – ou Momento Zero da Verdade. Ele é o ponto crucial na decisão de compra do consumidor. E, desde que a internet teve seu acesso popularizado, a forma de definir o consumo mudou.

Independente de qual produto ou serviço seja de interesse do consumidor, possivelmente ele buscou informações na internet para decidir sua compra. Atualmente, antes de decidir a compra, é cada vez mais comum o consumidor fazer pesquisas, procurar opiniões, resenhas, vídeos, descrições dos produtos, experiência de outros consumidores, etc.

Assim, a imagem e reputação de um produto ou serviço são importantes, porque as pessoas decidem o que consomem com base naquilo que têm acesso. Sendo assim, a empresa que possui uma política de sustentabilidade bem comunicada, pode incrementar sua reputação e imagem, as quais são conquistadas pelas informações obtidas e compartilhadas pelos consumidores.

Cada vez mais o empoderamento conquistado pelos consumidores faz com que a imagem seja fundamental no mundo contemporâneo, que está focado no digital e nas relações com o ambiente que o cerca.

5 – Redução de riscos relacionados a compliance

O mercado atual está atento à maneira como as empresas lidam com as questões socioambientais e de governança corporativa, as quais fazem parte do conceito de sustentabilidade. Cada vez mais investidores, analistas de créditos e consumidores fazem uma análise crítica da conduta da empresa em relação aos impactos causados ao meio ambiente antes de investir ou de consumir seus bens ou serviços.

Dentro da política de sustentabilidade, invariavelmente é realizada análise de compliance, a qual é muito ampla e atinge diversos temas. Como exemplo, em um visão objetiva na questão ambiental, ao fazer uma gestão eficiente dos aspectos e impactos ambientais de sua atividade, a empresa reduz riscos ao implementar estratégias para verificação de controles ambientais e evitar notificações e multas ambientais.

Não deixe que sua empresa fique para trás. Investir em sustentabilidade é muito importante e agora que você já conhece todos os benefícios, que tal conquistar sua certificação de sustentabilidade hídrica? Faça nosso teste!

certificacao-em-sustentabilidade-hidrica

Evelise Garcia Fard Evelise Garcia Fard
Consultora Sênior